Empregos formais em 2015 e sua evolução nos últimos anos

construção civil

No dia 16 de setembro o Minist̩rio do Trabalho divulgou os resultados da Rela̤̣o Anual de Informes Sociais РRAIS com os dados para 2015. O triste quadro mostra a perda de 1.510.703 postos de trabalho formais no ano, com a Constrṳ̣o Civil fechando 393.022 vagas e a Ind̼stria de Transforma̤̣o outras 604.122.

Nos grandes setores a única nota positiva foi na Agricultura que gerou 20.898 empregos formais no ano. Analisando os setores de maneira mais desagregada podemos encontrar outras situações de sucesso: as instituições financeiras cresceram 0,4%, o setor de ensino cresceu 2,2% e os serviços de saúde cresceram 3,7%.

Entre os estado apenas o Acre deve desempenho positivo com crescimento de 2,1%, com grande peso dos empregos na Administração Pública.

Vale destacar que a RAIS é um registro administrativo que descreve os empregos formais – “carteira assinada” – existentes país em 31 de dezembro do ano de referência.

Em dezembro de 1975, pelo Decreto nº 76.900/75, foi instituída a Relação Anual de Informações Sociais – RAIS. Fundamentalmente, a RAIS é um Registro Administrativo, de âmbito nacional, com periodicidade anual, obrigatório para todos os estabelecimentos, inclusive aqueles sem ocorrência de vínculos empregatícios no exercício, tendo esse tipo de declaração a denominação de RAIS Negativa.

Registros administrativos : RAIS e CAGED. –– Brasília: MTE, SPPE/DES/CGET, 2000.